O DIA NACIONAL DO LIVRO E A CORTE PORTUGUESA. | AK Realty AK Realty O DIA NACIONAL DO LIVRO E A CORTE PORTUGUESA. | AK Realty

O DIA NACIONAL DO LIVRO E A CORTE PORTUGUESA.

AKR_0071-15_Post_BLOG

O Dia Nacional do Livro é comemorado desde 1966, mas teve sua origem bem antes, por ocasião da transferência da família real portuguesa para o Brasil. Lembrando: o temor da nobreza era que as tropas napoleônicas invadissem e pilhassem as terras lusitanas. Acontece que, entre uma infinidade de coisas, a corte também trouxe na bagagem cerca de 60 mil peças da Real Biblioteca de Portugal. Eram livros, manuscritos, mapas, estampas, moedas e medalhas.

Assim, a coleção instalou-se oficialmente no Rio de Janeiro e inaugurou a Biblioteca Nacional do Brasil, em 29 de outubro de 1810. Nos dias de hoje, seu acervo conta com aproximadamente 9 milhões de itens, e é considerado pela UNESCO o maior da América Latina e o 8º maior do mundo. Nesta mesma época, nascia também por aqui a imprensa Régia e o movimento editorial brasileiro. Sabe qual foi o primeiro livro publicado em solo verde-amarelo? O terceiro volume de “Marília de Dirceu”, de Tomás Antônio Gonzaga, em 1812. Já no ano passado, segundo a Fipe, foram vendidos 435.690.157 livros no país.

Mas o que começou com rolos de papiro, na Antiguidade, passando para os pergaminhos de pele de carneiro, e chegando enfim ao papel, na Idade Média, vem dando lugar aos e-books. Num futuro breve, eles devem substituir completamente o livro de papel. Muitos conteúdos, mesmo de obras antigas, já são encontrados na internet. Agora, que tal deixar o blog e partir para o próximo livro? Físico ou digital, tanto faz. Essencial é ler em todas as datas.

(2) Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>